Nós dávamos um livro…


Quero que seja a mim
que te abraças quando te perdes em fartas gargalhadas.
Quando o soluçar descontrolado do teu corpo bate suavemente contra o meu peito. Aquele momento hilariante e perfeito que chega a cortar a respiração. Ali de lágrimas nos olhos (feliz) apertada contra o meu coração.
A rirmos desalmadamente como se o mundo concordasse com a palermice que acabei de dizer. Para os outros pode nem fazer sentido mas nós conseguimos entender que somos o resultado dessa energia que nos invade.
Naquele instante somos puro AMOR banhado em profunda CUMPLICIDADE.

#tristaodeandrade #ficacomigo

Siga-me em:
Facebook: /tristaodeandrade
Instagram: @tristaodeandrade
Blog: Discurso.pt